Como cuidar do cabelo cacheado na transição capilar?

Mulher com cabelo cacheado, afro

Como cuidar do cabelo cacheado na transição capilar?

A valorização do cabelo natural tem incentivado muitas mulheres a desistirem do efeito liso e a assumirem os seus cachos. Atualmente, já existem centenas de mulheres que fizeram essa opção, abandonando os alisamentos químicos e progressivas. Esse processo de “remoção do alisamento”, é conhecido como transição capilar.

Neste post traremos informações que podem lhe ajudar a passar pela transição sem estresse e algumas indicações paramanter os fios saudáveis e bonitos durante toda essa fase. Portanto, se você quer saber como cuidar do cabelo cacheado na transição capilar, siga a leitura e confira as nossas dicas!

Entenda o que é a transição capilar

O processo de transição capilar consiste em eliminar todas as químicas de alisamento do cabelo e esperar o crescimento natural dele. Como os alisamentos e escovas  progressivas modificam a estrutura do fio, esse é o único modo de recuperar a sua textura natural.

Assim, a transição é um procedimento demorado e não tem uma duração específica. O motivo é que o ritmo de crescimento do cabelo pode ser rápido ou devagar, dependendo de vários fatores, como a genética, o funcionamento dos hormônios, os cuidados etc. Dessa maneira, não há muito o que fazer, senão esperar!

Saiba o que é o Big Chop

O tempo de espera pode ficar mais curto se você for corajosa o suficiente para fazer o Big Chop (traduzindo, grande corte). Esse procedimento nada mais é do que cortar toda a parte com química de uma só vez! Muitas mulheres na transição optam por esse tipo de corte por causa dos incômodos com as duas texturas do cabelo nessa fase: a raiz mais crespa e o comprimento alisado.

Caso o Big Chop seja muito radical para você, basta cortar as pontas aos poucos e realizar alguns cuidados para que o processo aconteça um pouco mais rápido e o cabelo com duas texturas não abale a sua autoestima. Veja a seguir algumas dicas que podem facilitar a sua transição capilar:

Capriche na reconstrução

Como o cabelo em transição ainda tem química, ele precisa de muita reconstrução para repor aminoácidos e proteínas, componentes importantes da estrutura do fio. Geralmente, os agentes reconstrutores são ricos em queratina, arginina, colágeno, creatina, entre outros.

Essas substâncias são capazes de repor massa, fortalecer e proteger os fios de dentro para fora. Sendo assim, o tratamento de reconstrução deixa o cabelo mais forte, resistente e evita a quebra do fio, um problema muito comum em quem realiza o processo de transição.

Com uma estrutura interna resistente, os cabelos crescem mais saudáveis e têm mais força para suportar as duas texturas presentes nesse período, a natural e a quimicamente tratada. O ideal é realizar as reconstruções a cada 15 dias no salão, pois os produtos profissionais são mais potentes.

Hidrate e nutra os cabelos

Entre uma reconstrução e outra, é importante manter os fios sempre hidratados e nutridos. Além da reposição de massa, o cabelo também precisa de água e lipídios para uma boa saúde, tanto da raiz quanto da parte alisada. Portanto, invista em produtos à base de manteigas e óleos vegetais, pois eles são capazes de fornecer nutrientes fundamentais para os fios.

Sem esses nutrientes, o cabelo fica ressecado, quebradiço, com bastante frizz e sem brilho. Assim, os tratamentos de hidratação e nutrição devem ser realizados semanalmente em casa. Caso você não tenha muito tempo para cuidar dos cabelos, prefira as máscaras de efeito rápido que podem ser aplicadas durante o banho.

Disfarce a dupla textura dos fios

Lidar com as duas texturas dos fios é o grande desafio da transição capilar. É justamente durante essa fase de crescimento do cabelo que muita gente acaba desistindo do processo. No entanto, diversas mulheres com as madeixas lindas e cacheadas provam que não é impossível de superar esse desafio.

Existem alguns truques para esconder a raiz cacheada ou o fio sem definição. Entre eles, podemos citar: o uso de babyliss, secador e chapinha para disfarçar a raiz, técnicas de texturização sem fonte de calor (por exemplo, coquinhos, twist, bobes, trancinhas etc), apliques e o uso de lenços e bandanas.

De modo geral, as técnicas de texturização sem fonte de calor consistem em aplicar algum finalizador nos fios, dividir os cabelos em seções e enrolar cada mecha, conforme a proposta do método, para cachear o fio indefinido. No início pode ser um pouco mais demorado pois os fios ainda estão ganhando forma, mas à medida que o cabelo natural cresce, esse processo se torna mais fácil.

Estimule o crescimento do cabelo

Para acelerar o processo, é importante cuidar da alimentação, beber muita água, avaliar a saúde, usar produtos que estimulem o crescimento dos fios e cortar as pontas a cada 2 ou 3 meses. Tudo isso ajuda a melhorar um pouco a taxa de crescimento, que é uma média de 1 cm a 1,5 cm por mês.

Evite o uso de ferramentas de calor diariamente

Secador, chapinha e babyliss podem ressecar e danificar os cabelos, portanto, tente usá-los esporadicamente e não se esqueça de aplicar um bom protetor térmico antes. Tenha atenção também à temperatura desses aparelhos, especialmente das chapinhas, não é preciso que elas atinjam as temperaturas mais altas só para alinhar e modelar os fios.

Mantenha a lavagem correta

É importante que você use produtos específicos para cabelos cacheados nas lavagens do dia a dia. Atualmente, já existem diversas linhas completas com shampoo, condicionador, máscara, cremes para pentear e finalizadores para as cacheadas. Por serem produtos específicos para esse tipo de cabelo, eles possuem ativos que proporcionam mais definição aos seus fios.

Quem tem cabelo cacheado sabe que os fios são muito sensíveis, portanto na hora de lavá-los alguns cuidados são necessários. Aplique o shampoo apenas na raiz, condicionador e máscaras só no comprimento e pontas. O uso do creme para pentear é fundamental para ajudar a desembaraçar e tirar os nós sem quebrar e danificar o cabelo.

Aplique finalizadores

Geralmente, na etapa de transição, os cachos ainda estão sem muita forma e apresentam frizz. Os finalizadores em creme ajudam a melhorar o aspecto geral dos fios, deixando-os mais modelados e definidos. Dessa forma, evite ao máximo deixar os cabelos secarem sem aplicar antes um bom finalizador no comprimento e pontas.

Leia com atenção os rótulos dos produtos

Muitas mulheres que estão em transição capilar acabam utilizando produtos com formol ou hidróxidos, por exemplo, na tentativa de apenas controlar o volume. No entanto, essas substâncias, mesmo que em pequenas quantidades, alisam os cabelos e atrasam mais ainda o processo.

Além disso, se você tinge os cabelos, é preciso ficar de olho se as tintas utilizadas não contêm alisantes também na formulação, pois algumas colorem e alisam ao mesmo tempo. Sendo assim, se você realmente quer ter seus cachos de volta, fique atenta à composição dos produtos e se informe a respeito deles.

Seguindo estes cuidados na sua rotina, a transição capilar ficará mais fácil e você passará por ela de forma mais tranquila. Nesse processo, o segredo é ter paciência e persistência! O resultado será um cabelo cacheado maravilhoso e com saúde!

Agora que você já sabe mais sobre como cuidar do cabelo cacheado na transição, aproveite também para conhecer tudo a respeito da reconstrução capilar e suas vantagens para os fios. Boa leitura!

Vagner Valsi
Hair Stylist
instagram.com/vagner.valsi

imperiosalone

No Comments

Comente