Mechas no cabelo: como devem ser feitas?

Mechas no cabelo: como devem ser feitas?

As mechas no cabelo são consideradas um procedimento agressivo para os fios. Pouco compatível com outras químicas, o descolorante pode danificar intensamente até mesmo os fios virgens. Porém, nem tudo está perdido: é possível, sim, fazer mechas sem deixar de manter os cabelos saudáveis!

Conheça, neste post, todas as informações necessárias para tirar melhor proveito desse procedimento — os cuidados pré e pós-química tornarão suas mechas ainda mais bonitas! Vamos lá?

O que devo fazer antes do procedimento?  

Primeiramente, você deve se atentar ao seu tipo de cabelo e aos antigos procedimentos feitos nele. Cabelos cacheados podem perder parte da definição, enquanto cabelos naturalmente lisos podem perder a maleabilidade. 

O cabeleireiro também deverá saber todos os produtos químicos já passados no fio, como progressivas, relaxantes, alisantes e algumas tinturas. Até mesmo as químicas compatíveis inspiram cuidados — às vezes, certas químicas danificam tanto os fios a ponto de eles não aguentarem mais um procedimento. 

No salão, o profissional fará o teste de tensão em um fio do seu cabelo, analisando o nível de quebra e a grossura do fio. Fios finos podem ser mais frágeis, bastando um valor baixo de descolorante para abrir o tom. Fios grossos são mais resistentes, mas é provável que exijam um descolorante de valor alto e fiquem mais tempo na cabeça para agir.

O teste de mechas é primordial. Às vezes, os fios parecem saudáveis por meio de uma visão superficial. Aplicando um pouco do descolorante em apenas uma mecha, é possível aumentar as chances de êxito do procedimento. 

Como as mechas no cabelo são feitas? 

O descolorante, união de um pó com a água oxigenada de número predeterminado pelo profissional, é aplicado nos fios, respeitando o design e o estilo desejado pela cliente. 

Nossos fios possuem melanina, composto que dá cor à cabeleira. O pó descolorante age removendo esses pigmentos. No processo, ele também pode remover parte da massa capilar, causando o efeito de fios mais finos.

Quais são os cuidados após a química?

Para o cabelo

O ideal é que, após o procedimento, o profissional efetue uma reconstrução nos cabelos da cliente. No entanto, as reconstruções não apresentam resultado permanente.

A reconstrução capilar consiste no depósito de aminoácidos e queratina na superfície do fio, devolvendo ao cabelo o que foi retirado no processo químico. Como não são componentes naturais, as proteínas depositadas logo se desprendem. 

Para manter o cabelo saudável, é essencial fazer reconstruções regulares (uma vez por mês, no mínimo). Ainda assim, é provável que somente a reconstrução não resolva todos os problemas do fio. 

O descolorante, por alterar parte da estrutura capilar, também pode deixar o fio mais ressecado. O ressecamento, além de deixar as pontas do cabelo espigadas, também pode deixar os fios com a sensação de que estão sempre embolados — o óleo produzido pelo nosso couro cabeludo serve como um lubrificante natural, impedindo o atrito entre os fios.

Com a alteração na composição capilar, nossa oleosidade natural não consegue atuar da mesma forma que antes. Nesse caso, o tratamento consiste em nutrições: máscaras a base de óleos vegetais para repor a oleosidade perdida. 

Por fim, as hidratações são reposições hídricas na estrutura do fio. Um cabelo bem hidratado torna-se mais macio e maleável, além de muito brilhoso. O profissional definirá o melhor tratamento para você!

Para as mechas

É comum a cliente perceber a mudança do tom das mechas no cabelo após algum tempo: elas podem ficar mais amareladas ou com um tom laranja. Para isso, é recomendado utilizar um matizador. 

O matizador pode ser aplicado em conjunto com os tratamentos de reconstrução, nutrição ou hidratação. Com a cor arroxeada, o produto utiliza os conceitos de círculo cromático, em que tons roxos neutralizam tons alaranjados e muito amarelados, retornando as mechas ao tom tão desejado!

Se bem feitas e cuidadas, as mechas no cabelo não danificam a saúde dos fios. Por isso, é importante lembrar: a manutenção é essencial! Quem deseja clarear os fios precisa inserir novos cuidados em sua rotina: alguns minutos a mais no salão já são suficientes! 

Agora que você já sabe tudo sobre esse procedimento, que tal saber os 5 benefícios da hidratação capilar para manter as madeixas sempre bonitas e saudáveis?

Vagner Valsi

No Comments

Comente