Porque meu cabelo não Cresce?

Porque meu cabelo não Cresce?

Atualmente a maioria das mulheres desejam cabelos longos e volumosos. A era das progressivas está aos poucos se dissipando e o cabelo liso escorrido já não é objeto de desejo.
Cabelos modelados, cacheados e com movimento são a maior pedida hoje nos salões. O quanto mais parecer natural mais se adequa a vontade das clientes hoje. As mechas são mais finas e menos marcadas, as raízes são esfumadas para não ter marcação no começo das mechas e os tons estão mais próximos aos naturais.

Mas a pergunta que sempre me fazem é: Porque meu cabelo parece que não cresce?
A resposta para isso pode variar dependendo de alguns fatores, sendo eles:

1. Alimentação inadequada.
O cabelo, assim como as unhas, são no nosso corpo superficiais e o corpo não necessita destes para sua sobrevivência; desta forma quando o nosso organismo está defasado de qualquer nutriente ou alimento ele começa a tirar os nutrientes de órgãos em partes menos importantes para suprir as necessidades fisiológicas de funcionamento dos órgãos vitais como coração, pulmões etc. Ou seja, se houver algum problema no seu corpo, normalmente, as unhas e os cabelos começam a ficar fracos, finos e até podem cair. Nestas situações o cabelo estaciona em uma fase de crescimento chamada Catágena, onde não há crescimento ou queda, ou entra em uma fase chamada Telógena, onde os fios se desprendem do couro. Nestes casos o mais recomendado é procurar um Dermatologista Tricologista e/ou nutricionista para que possa fazer alguns exames para recomendação de alguns medicamentos polivitaminicos e alimentos que ajudam no crescimento e fortalecimento dos fios.

2. Excesso de progressiva.
Poucos sabem, mas, as progressivas em sua composição são ácidos muito agressivos aos fios, pois diminuem drasticamente o Ph do cabelo e fazem a inclusão de uma cadeia de carbono a estrutura do fio, e após 3 ou 4 inserções destas a haste do cabelo não suporta e acaba se rompendo. Além de o cabelo ficar fino e quebradiço nas pontas existe um grande problema na hora de clarear ou aumentar esse Ph, pois as cutículas tem que se dilatar muitos e normalmente acabam não
conseguindo voltar a sua posição original ocasionando pontas duplas e até quebra do fio. Neste caso o melhor a se fazer é não fazer o uso de progressivas, principalmente associados a colorações ou descolorações, ou, aplicar somente nas partes onde não
houver o produto já aplicado, ou seja, na raiz crescida.

3. Colorações e Descolorações.
Não é de hoje que muitos cabelos são danificados por colorações e descolorações. Isso acontece porque a cada dia a busca pelo cabelo perfeito é mais latente. A procurar por deixar os cabelos iguais aos das artistas etc… O que muitas vezes acontece é que a estrutura do fio não aguenta a sobrecarga de agressões devido às químicas e acabam quebrando aos poucos. Normalmente quando saem do salão estão impecáveis por estarem bem hidratados e escovados, mas, após as primeiras lavagens os fios ficam elásticos e acabam se rompendo. Desta forma, o cabelo cresce e vai quebrando nas pontas, dando a impressão que o comprimento não sai do mesmo lugar. Nestes casos, o melhor a se fazer é usar produtos que devolvam a resistência dos fios e que devolvam a emoliência do cabelo para melhor manuseamento.

4. Manutenção errada.
As pessoas deixam para lá este tópico porque não querem admitir que estejam quebrando mais os cabelos a cada dia com sua lavagens e secagens. Normalmente os usos errados de produtos, ou secagens inapropriadas, e até uso de chapinhas diariamente acabam quebrando muito a extensão dos fios e fazendo a desidratação dos fios, ocasionando, pontas duplas, quebradiças e até rompimento total de alguns fios. O melhor a se fazer nestes casos é fazer uso de produtos que se adequem a necessidade e gosto de cada um. Sempre usar leave-in’s e/ou protetores térmicos na hora da secagem, evitar chapinhas e usar um bom silicone para hidratar as pontas e evitar o atrito devido ao embaraçamento dos fios.

5. Estresse.
Os problemas psicossomáticos são grande causa de queda e até de quebra do fio, pois, afetam tanto o couro quanto os fios. Nestes casos o melhor é fazer um tratamento para o couro, uma boa hidratação dos fios e procurar auxilio com psicólogos e atividades que proporcionem ânimo e liberem serotonina (hormônio da felicidade).

Com tudo o que concluímos é que, para o crescimento de um fio longo e saudável o melhor é ter uma boa alimentação regada de muitas cores e texturas, evitar progressivas e agentes alisantes, fazer o uso com moderação de colorações e descolorações, e fazer atividades físicas e psicológicas que beneficiem o corpo, e por último e não menos importante, fazer o uso de produtos adequados ao couro estrutura do fio sempre hidratando e cuidando dos fios em toda sua extensão.
Sei que parece muita coisa mas, quanto maior o cabelo mais trabalho se terá. É necessário bastante carinho e amor para cuidar das madeixas para deixa-las crescer. Quanto menos químicas e mais tratamentos, melhor.

Qualquer dúvida ou maiores esclarecimentos, por favor, nos escreva que responderemos assim que possível.

Obrigado pela atenção de todos, espero ter ajudado.
Super Beijo.

Icaro Matsuo – Visagista e Terapeuta Capilar formado pela Universidade Anhembi Morumbi, Pós Graduando em Visagismo e Harmonização da Imagem pela Universidade Anhembi Morumbi.

Equipe Império Salone.

imperiosalone

No Comments

Comente